* *
Olá, Visitante. Por favor entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
14 de Novembro de 2019, 08:40

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Autor Tópico: Direct ignition Coil ( K7 DI )  (Lida 2143 vezes)

Offline contribuinte

  • Stage II
  • *
  • Mensagens: 194
  • Actividade:
    0%
  • Contribuinte
  • Localização:
    Vila Nova de Gaia
Direct ignition Coil ( K7 DI )
« em: 29 de Abril de 2013, 11:22 »
Boas pessoal,

Eu estou interessado em saber exatamente como funciona a cassete DI, tanto a nível das ligações elétricas , como acerca das diferentes capacidades das bobines, e as suas diferenças em cada tipo de motor.
Andei pela net a fazer uma pesquisa, e não encontrei grandes esclarecimentos.

alguém daqui sabe como aquilo é?

Obrigado.
  • Saab 9000 - T16
  • Ford Fusion
Contribuinte

Offline TesZero

  • Stage VI
  • ***
  • Mensagens: 7980
  • Actividade:
    0%
    • Comunidade Saab
  • Localização:
    Porto
Re: Direct ignition Coil ( K7 DI )
« Responder #1 em: 29 de Abril de 2013, 12:27 »
Queres saber qual a sua função...

ou o funcionamento do esquema eléctrico??

o aparecimento das cassetes di´s acompanhou o desenvolvimento do turbo nesta marca.
Atendendo as limitações dos distribuidores e elevado desenvolvimento nos turbos e sua aplicação, foi necessário produzir um sistema de ignição mais potente.

A cassete Di é praticamente um computador... Gere através da unidade trionic a ignição, e tem como função:
- faz detecção de knock
- detecção da posição das árvores de cames pela ignição
- medição da temperatura das velas
- Detecção de falhas na ignição
- limpeza das velas sempre que desligas o carro. Envia um ciclo de 5 segundos que provoca ignição em todas as velas aquecendo-as bastante para limpar todos os pólos.

Para detectar knock, posição do ciclo das árvores de cames e falhas na ignição as velas, quando não são disparadas, estão submetias a uma baixa tensão para assim medir a ionização em cada cilindro.

A vantagem destas cassetes é que em vez de usarem 1 bobine de alta voltagem distribuída nos polos pelo distribuidor e cabos, usam 4 bobines, uma para cada vela, fazendo a ignição muito mais eficiente e directamente na vela.

Na altura que os Saabs começaram a usar cassetes de ignição com o sistema sistema trionic 5 e, embora com turbos mais pequenos (t25 e td04 face aos antigos T3 e T05), tiveram ganhos de 10cv (no ftp) e 50cv (no aero) no total de potência.

A principal falha das bobines é o derrame de óleo das mesmas.
Ninguém sabe se elas aquecem e derramam o óleo... ou se é o óleo derramado que as faz queimar...
O facto das cassetes Di estarem localizadas no topo do motor faz com que seja sujeita a vibrações e elevadas temperaturas, coisas que os elementos internos de uma bobine não deveriam suportar.
por norma uma Di queimada apresenta óleo na parte de cima das velas e um cheiro característico a queimado...

Já tinhas basicamente esta informação neste tópico que escrevi, logo no primeiro tema, espero que esta complemente :P :
  Para visualizar hiperligações por favor faça LogIn

Agora.. se queres o esquema eléctrico para conseguires reparar uma... não sei se tenho em casa...
A parte chata da cassete é estar totalmente revestida com resina nos seus componente electrónicos... não se consegue mexer em nada...

Abraço
SAABsPORTUGAL - Comunidade SAAB em PORTUGAL

 

35 Visitantes, 0 Membros